SOCIAL MEDIA

Pequenas Felicidades

31 de março de 2020
Hello pessoas, como estão?

Tenho pensado muito no sentido da felicidade nesses tempos em que nos encontramos reclusos e limitados. Penso que a solidão é bom, mas quando ela é em excesso ou obrigatório se torna um fardo. 

Encontrar as pequenas felicidades durante esses fardos é algo bem complicado e difícil porque excede nosso limite humano quando algo dentro de nós não vai bem. 


Um desses raros momentos em que sinto paz é quando leio a bíblia, algo em mim se renova e o fardo fica muito mais leve. 



Faço parte do grupo de risco por conta da minha bronquite e asma, e estou reclusa em casa desde que foi decretado a quarentena, as vezes vou aos lugares com meu marido e permaneço no carro. Sair me faz fugir dessa realidade de quatro paredes. Doce pra mim remete a infância e também a felicidade da inocência, logo, doce me faz feliz.  


Não gosto de comer porcaria, e nem gosto que meus filhos comam. Determinamos que as sextas será o dia em que comeremos porcarias. Fiz um MIOJO e por incrível que pareça gostei muito. Fugir a regra também é bom, e faz me lembrar que as coisas não precisam ser iguais todos os dias. 


Tenho me conectado mais com meus filhos em casa, convivemos, brigamos e eu exerço minha tão sonhada maternidade. A internet tem sido nossa aliada, e também nossa perdição. Aqui estamos caminhando nessa linha tênue entre o excesso e o raso. Ainda nos achando nesse termo. 


Eu quem acompanho na maioria das vezes minha mãezinha aos médicos. A foto representa nossa amizade e companheirismo, sinto falta de nossos sorrisos e passeios. Nossos cafés inesperados após os médicos... 


A foto acima representa meu último dia de vida social num mundo pré coronavírus hahahahaha Lembrei aqui do quanto foi espetacular a mim!

E vc ai, quais suas felicidades? 

Me segue lá no Youtube para ver um pouco mais o que ando fazendo? 

O Leão Humilde

28 de março de 2020
Hello pessoas, tudo bem? 

Hoje quero trazer uma dica de leitura infantil bem legal, vamos falar do livro O Leão Humilde

A história começa com um leãozinho que era bem diferente dos demais leões que habitavam com ele. Ele não concordava com algumas atitudes e nem com o comportamento perante algumas situações. 




Os leões queriam impor seu poder e autoritarismo sobre os demais animais da selva, e nosso protagonista não queria que agissem dessa maneira. Por isso, decidiu ser diferente.  





Certo dia enquanto andavam na floresta a chuva isolou alguns leões de um lado do rio:


E o grande leão caçador. Então o grande leão começou a perceber que nosso protagonista não conseguia caçar e que seus uivos, não assustavam nenhuma borboleta. 


O Leão Rei contestou e nosso Leão diferente disse a ele que não concordava com o modo com que os outros leões se comportavam e os dois então entraram em um debate sobre o medo como causador de atitudes e comportamentos. E aqui está o verdadeiro diferencial desse livro: o assunto MEDO. 



Muitas outras cenas se passam no livro então muito triste nosso Leão decidiu se isolar na selva pois não aguenta mais as humilhações e julgamentos dos demais leões. 



Pra mim, esse é o momento mais crucial do livro, quando o personagem tem atitudes muito parecida com as que temos em nossa vida real, quando sofremos uma rejeição por parte de terceiros que convivem conosco acabamos nos isolando da convivência. Aqui cabe muito uma argumentação com a criança sobre o medo e como ele pode agir de forma diferente em várias pessoas. 


E depois, ele encontra outros personagens que também passaram por alguma rejeição e sim, a partir dali ele começa a perceber que ser diferente não é errado, que ter atitudes e pensamentos diferentes fazem dele uma pessoa única e não menor que os outros. 

Esse sem dúvida alguma foi um dos livros mais legais que lemos ultimamente, no nosso canal do youtube até fiz um vídeo onde falo mais sobre essa história. 

Dia de Praia #antesdaquarentena

21 de março de 2020
 Hello meu povo? Como estão?

Nesses 5 dias de confinamento confesso que estou bem saturada de tanta notícia e também de muito bla bla bla sobre tudo. Deu pra perceber que o humor hoje não ta muito positivo né?

Acho que por isso, vim trazer para vocês um trechinho em formato de vlog do ultimo passeio que fiz antes dessa loucura toda de #coronavirus


Fui ao SESC Bertioga e fiquei o dia todo de Buenas, deitada e pensando muito na vida e nos rumos que eu iria dar para toda essa roda gigante que é minha vida. 

Enfim, esse é assunto para um outro post, mas deixo aqui alguns registros de felicidade. 





Não esqueça de se inscrever no canal do YT pra acompanhar tudo que eu posto por lá, basta clicar aqui.