SOCIAL MEDIA

O que eu penso sobre os filhos ajudar nas tarefas domésticas

12 de dezembro de 2019
Hello pessoas, tudo bem?

Resolvi trazer essa reflexão sobre coisas da nossa vida materna, por isso acredito que se você é mãe, vai compartilhar de alguns sentimentos descritos nessa postagem.

Hoje vou falar um pouco sobre o que eu pensa dos filhos ajudarem nas tarefas domésticas.

Livro Thais Godinho
Livro Thais Godinho
As crianças podem ajudar sim em algumas tarefas. Tem mães que acham que os filhos não tem capacidade, mas isso é puro engano pois cientificamente já foi provado que isso é até benéfico para eles porque desenvolve diversas áreas da vida.
Mas nessa postagem vou resumir como cada um ajuda aqui em casa. Tenho três filhos, sendo eles, de 15 anos, 9 e 7 anos.

Começamos então pela de 15 anos, bem, com essa idade vem também um mar de preguiça e desculpas para que não executem as atividades de casa, quem tem filho (a) adolescente vai se identificar comigo. Aliás, eu confesso que não sei de onde vem tanto sono neles...

Minha filha tem a responsabilidade em primeiro lugar de estudar e tirar boas notas, em casa a prioridade para os 3 é o estudo. Mas o quarto dela e o banheiro dos três é responsabilidade dela. Eu não ligo muito para o tempo que ela passa limpando apenas exijo que seja feito semanalmente.

E quando não ocorre a responsabilidade como o combinado, algumas penalidades são aplicadas como por exemplo Netflix e Celular. Ou quem sabe a internet fica desabilitada até que a obrigação seja feita.

Eu acredito muito que todo ato tem sua consequência e a dela nesse caso, é perder o acesso a internet. A vida vai cobrar dela pela falta de responsabilidade e pelo não cumprimento de prazos, então aqui eu tento mostrar um pouco que as escolhas que fazemos tem influência direto em quem somos e no que vai ocorrer na nossa vida.

Os dois meninos têm obrigações distintas e como o nível de maturidade deles é menor, a cobrança também é menor. No caso eles tem que manter as roupas sujas no cesto correto e arrumar o quarto deles, a mochila escolar e cuidar do corpo, higiene etc. As notas também são prioridade para vida deles e eu cobro responsabilidade no mesmo nível. Vou dar um exemplo:

Se eles têm trabalho para entregar, então eles me passam o que querem fazer para que eu desenvolva a logística das coisas que vão ser usadas e que tenho que comprar. Eu exijo lista com letra legível, quantidade e prazo para comprar. É logico que vou acompanhando e fazendo eles pensarem nas coisas que tem de fazer e nos passos que vão seguir até chegar ao resultado.

Educar dessa maneira é mil vezes mais trabalhoso mas permite que meus filhos se tornem seres racionais e capazes de pensar sobre o que fazem. Se eu simplesmente fizesse todas as tarefas para eles, de que forma eu estaria os ajudando?

Quando você pede para que eles executem tarefas que cabem na sua idade e delega a responsabilidade, você faz eles desenvolverem o intelecto e também coordenação e outras coisas que eles precisam para crescer conscientes e também sabendo quem eles são no mundo e onde podem chegar.


Ajudar o filho não é executar as coisas para eles é entender que eles precisam se desenvolver. 

Postar um comentário

Vamos trocar conhecimento, obrigada por comentar!